Como declarar a venda de árvores ou cortiça no IRS

Artigo atualizado a 17 de maio de 2016.

Frequentemente que perguntam qual é a melhor forma para declarar no IRS os rendimentos da venda de árvores ou de cortiça de uma propriedade e e se é possível emitir um ato isolado para este fim.

Para declarar a venda do que quer que seja, normalmente é necessário ter atividade aberta nas finanças, já que esses rendimentos são de categoria B e é necessário a emissão de uma factura.

Emitir fatura

Contudo, caso os rendimentos não sejam superiores a 25.000€ é possível enquadrar este movimento num ato isolado que não necessita da entrega da declaração de início de atividade.

Tenha atenção que não é possível recorrer ao ato isolado electrónico (emitido no Portal das Finanças) porque este é só para prestação de serviços e não para venda de bens ou mercadoria.

A partir de 2016, é possível emitir faturas de atos isolados para venda de produtos/mercadoria no Portal das Finanças.

Auto-Faturação

Também é possível que a factura seja passada pelo comprador das árvores (ou cortiça), num procedimento chamado de auto-facturação. Ou seja, em vez de ser o vendedor a passar a factura (como é normal), é o próprio comprador que passa a factura em nome do vendedor (porque em casos esporádicos este pode não ter livro de facturas, por exemplo).

Existe um manual da OTOC muito útil sobre este assunto aqui: http://www.cap.pt/0_users/file/Manual_da_Sesso.pdf

, ,

66 comentários no artigo Como declarar a venda de árvores ou cortiça no IRS

  1. FM 10 Abril, 2014 at 21:29 #

    Olá Ricardo.
    Após consultar http://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/codigos_tributarios/irs/irs3.htm
    fiquei com a ideia que a venda de árvores pode ser considerado um ato isolado.
    (ver ponto 2, alinea h.)
    É que estou precisamente nessa situação.
    Sou trabalhador por conta de outrem e vendi uns eucaliptos no valor de 1500€. Paguei o iva e o comprador passou-me uma fatura para declarar no IRS. Não tenho atividade aberta!
    Estarei a interpretar mal?
    Obrigado.

    • Ricardo Moreira de Carvalho 10 Abril, 2014 at 21:42 #

      Olá FM,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Sim, tem razão. Eu queria dizer que não é possível usar o formulário de ato isolado electrónico no Portal das Finanças. Vou melhorar o texto.

      A factura que o seu comprador é a auto-facturação e pode ser considerado um ato isolado desde que não seja de valor superior a 25.000€.

      Cumprimentos,
      Ricardo

      • FM 14 Abril, 2014 at 14:30 #

        Obrigado.
        O seu blog é muito bom.
        Parabéns.

      • Fábio Matins 12 Maio, 2015 at 20:45 #

        Neste caso não é necessário entrar no IRS os tais 1500€ da venda de euclaptos??

      • tiago silva Massamá 20 Julho, 2017 at 20:12 #

        Boa tarde.
        Posso vender os eucaliptos do terreno do meu sogro e declarar no meu nome???

  2. Paulo Loureiro 27 Abril, 2014 at 0:23 #

    Olá boa noite,

    Em que campo da declaração de IRS devo declarer os valores recebidos pela venda?

    Obrigado,

    Paulo Loureiro

    • Ricardo Moreira de Carvalho 30 Abril, 2014 at 17:36 #

      Olá Paulo,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Anexo B. Creio que essa informação está publicada no manual que cito em cima.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  3. Hugo Felício 7 Maio, 2014 at 22:37 #

    Caro Ricardo

    Tenho uma situação em que foi vendida cortiça, mas como tenho actividade aberta faz pouco tempo cometi o erro de passar um recibo verde ao comprador e sendo este uma prestação de serviços e não um ato unico como poderei resolver esta situação para tentar anular esse recibo e fazer da forma correcta?

    Obrigado
    Hugo Felício

    • Ricardo Moreira de Carvalho 9 Maio, 2014 at 18:42 #

      Olá Hugo,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Veja com o seu serviço de finanças a melhor forma de corrigir a situação.

      Provavelmente o mais correto é anular o recibo verde e fazer um documento que funciona como ato isolado. Depois é só declarar o ato isolado como venda de mercadoria e não como serviço.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  4. Elisabete Cardoso 15 Maio, 2014 at 16:34 #

    Caro Ricardo,

    Como devo declarar a venda (10.000 Eur) de um terreno agrícola no IRS de 2014, qual o anexo e quais os campos a preencher? Foi feita escritura!

    Obrigada.
    Elisabete Cardoso

  5. ANDREIA 25 Junho, 2014 at 14:03 #

    Bom dia, a minha mãe vai vender cerca de 700€ de batatas. Não tendo actividade, pode passar um acto isolado?

    Obrigado!

    • Ricardo Moreira de Carvalho 10 Julho, 2014 at 0:11 #

      Olá Andreia,

      Não tenho a certeza. A ser possível, só se for um ato isolado manual uma vez que os atos isolados electrónicos são só para prestação de serviços.

      Esclareça essa questão junto do seu serviço de finanças.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  6. Rui Arranca 31 Julho, 2014 at 21:50 #

    Boa Noite,
    Preciso de uma ajuda para esclarecer uma duvida.
    Vou vender cortiça mas o comprador quer que eu passe fatura. O comprador disse.mne que tenho que me coletar com o codigo de tiragem de cortiça e que posso passar um recibo no portal das finanças. Será isto correcto ou posso fazer de outra forma?
    Agradeço desde já.

    Cumprimentos-

    • Ricardo Moreira de Carvalho 12 Agosto, 2014 at 11:07 #

      Olá Rui,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Assumindo que se trata de algo esporádico, creio que o artigo acima publicado (e os restantes comentários) são esclarecedores. O portal das finanças só permite emitir faturas por prestação de serviços (não para troca de bens).

      Poderá pedir que seja o comprador a passar a fatura ou então poderá recorrer ao ato isolado em papel.

      Caso venha a fazer a venda de cortiça como atividade permanente, aí sim, creio que terá que abrir atividade.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  7. Manuela 29 Agosto, 2014 at 19:57 #

    Boa tarde,

    Tenho uma pequena vinha e vou este ano vender algumas uvas. Estou a pensar em passar um acto isolado, porque não pretendo fazer disto uma actividade comercial permanente. Pelo acto isolado, sei que tenho que pagar IVA. Qual a taxa aplicável?

    Manuela

  8. Mrpalma 27 Setembro, 2014 at 0:13 #

    Boa noite,

    Este post enquadra-se perfeitamente na situacão em que me encontro. Como leiga nesta matéria, necessitava do seu esclarecimento relativamente às seguintes questões
    Para declarar uma factura de venda de cortiça de valor inferior a 1000€ basta aceder ao site e-factura e comunicar a factura? Tem de se pagar iva? Qual a taxa aplicável? E No próximo ano, declarar esse rendimento no IRS?

    Grata pela ajuda!

    • Ricardo Moreira de Carvalho 11 Outubro, 2014 at 12:29 #

      Olá Mrpalma,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Não tenho a certeza. Tentei já fazer essas questões por escrito às finanças, mas pediram-me para me dirigir a um serviço de finanças pelo que deduzo de haja subtilezas conforme o caso concreto de cada pessoa.

      Se for um ato isolado, creio que terá que pagar IVA (diria 6% mas é necessário confirmar) e sim, é necessário declarar rendimento no IRS.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  9. J. Rodrigues 22 Dezembro, 2014 at 2:26 #

    Bom dia. Em primeiro obrigado pelas respostas sempre úteis.
    Tinha ainda mais um detalhe relativo à venda de árvores em que é o comprador (madeireiro ou serração) que emite a factura (“auto-facturação”) e entrega o IVA (6%) ao Estado.
    O vendedor (proprietário) terá de declarar isso no Anexo B. Questões:
    – em que campo do Anexo B, por ex do Quadro 4 (campo 409?), deve ser efectuada a declaração do montante (será até que já vem pré-preenchido o montante nos casos de “auto-facturação”?).
    – é preciso ter código de actividade no Anexo B – num dos campos 10, 11, 12 (i.e., a declaração electrónica do IRS será validada sem algum desses campos preenchido?); se for preciso um código é preciso ir fazer inscrição nas Finanças ou será só indicá-lo.
    – sendo a venda efectuada em Dezembro/2014 é preciso efectuar alguma inscrição ou acto junto das Finanças ainda em 2014 (a declaração do IRS será preenchida em Maio/2015).
    – Finalmente, será que todo o montante recebido é passível da aplicação de IRS, ou apenas uma percentagem (as árvores deram naturalmente despesas ao longo dos anos que não estão contabilizadas), ou há um limite até ao qual haverá isenção.

    Trata-se de um valor de venda das árvores de cerca de 5.000 € a receber por um reformado (cuja reforma é de cerca de 450€/mês). Não possui outros rendimentos nem está inscrito nas finanças em qq actividade ou CAE. Claro que o octogenário se encontrará perdido sem saber o que fazer…
    Muito obrigado e cumprimentos,
    J. Rodrigues

    • Ricardo Moreira de Carvalho 7 Janeiro, 2015 at 17:06 #

      Olá J. Rodrigues,

      Obrigado pelo seu comentário.

      1) Creio que os anexos do IRS 2014 ainda não estão disponíveis, pelo que não consigo ver qual o campo exacto. De qualquer modo, quando os anexos estiverem disponíveis poderá esclarecer essa dúvida nas instruções de preenchimento.

      2) Normalmente só indicar. Os atos isolados não têm qualquer exigência pré-declarativa.

      3) Não, os atos isolados não têm qualquer exigência pré-declarativa. Só tem que ser pago o IVA até ao final do mês seguinte (guia P2).

      4) As regras de tributação do ato isolado são as da categoria B – regime simplificado. Neste regime, nem todo o rendimento está sujeito a IRS. Há uma parte que o estado desconta automaticamente para essas “despesas”. Neste caso concreto, diria que só 15% do valor está sujeito a imposto (não tenho a certeza se será essa percentagem neste caso concreto).

      http://www.pwc.pt/pt/guia-fiscal/2014/irs/regime-simplificado.jhtml

      Cumprimentos,
      Ricardo

    • Manuel 9 Maio, 2016 at 12:35 #

      Este é extremamente explicito, tem tudo o que se necessita para fazer um trabalho bem feito,
      Parabéns.

  10. Carlos 7 Janeiro, 2015 at 23:17 #

    Boa noite,
    Tenho um interessado num lote de cortiça que pretende oferecer 9.500eur. Sendo o meu rendimento anual de aprox 30.000eur a dúvida que tenho é se posso enquadrar num ato isolado e desta forma não necessito de “abrir atividade”? Ou seja, os 25.000eur que referem é de montante do ato isolado ou é o montante do rendimento (incluido o de trabalhador por conta de outrem+ato isolado)?
    Sendo assim que impostos irei pagar quando receber esses 9.500eur? IVA? IRS? Outros?

    Grato.

    • Ricardo Moreira de Carvalho 3 Fevereiro, 2015 at 13:23 #

      Olá Carlos,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Pode enquadrar num ato isolado sem problema. Os 25.000€ são relativos ao ato isolado.

      O Carlos terá que faturar 9500 + IVA (a 6%). O IVA terá que ser pago por si nas finanças (guia P2). Se recorrer à autofaturação (fatura passada pelo comprador em vez de ser por si), leve a cópia da fatura às finanças.

      Quanto ao IRS, o valor do ato isolado será acrescentado ao “bolo” dos seus restantes rendimentos. Dos 9500€, só 20% contam como rendimento, portanto terá 1900€ de rendimento sujeito a imposto. Como já tem 30.000€ de rendimento, os 1900€ “extra” irão pagar cerca de 30% de imposto.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  11. Maria 16 Março, 2015 at 19:39 #

    Boa noite,
    vendi uma madeira no valor de 10 000 euros. Como não tenho escrita organizada, o comprador passou uma fatura, “autofacturação”, no valor total de 10600 euros (10000+600 IVA), mas só efetuou um pagamento de 10 000 e prontificou-se para ser ele a ir às finanças pagar o IVA.
    E fez o pagamento nas finanças, mas agora apresentou-me o recibo desse pagamento e quer que eu lhe pague esse valor (o IVA, 600 euros) que ele não me pagou e foi pagar às finanças.
    Tenho de lhe pagar? ou como ele não me pagou, eu não lhe devo nada?
    Cumprimentos e grata pela atenção?
    Maria

    • Ricardo Moreira de Carvalho 22 Abril, 2015 at 13:02 #

      Olá Maria,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Formalmente, quem paga o IVA é o comprador, ou seja, é o comprador que tem que pagar o total da fatura:10600€, pelo que entendo que a Maria não lhe deve pagar os 600€.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  12. Isa 17 Março, 2015 at 15:17 #

    Boa tarde!

    Em Setembro de 2014 o meu marido vendeu cerca de 400€ em alfarroba, o comprador passou-lhe uma autofaturação. Ele coletou-se e pagou o iva… agora uma amiga disse-me que tenho de registar essa fatura no sistema e-fatura. Pode esclarecer-me esta situação?

    • Ricardo Moreira de Carvalho 22 Abril, 2015 at 13:08 #

      Olá Isa,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Sim, parece que é esse o entendimento das finanças. A fatura para todos os efeitos é como se tivesse sido passada pelo seu marido, logo é o seu marido a a terá que registar no eFatura.

      Sugiro que se contacte o seu serviço de finanças a fim de confirmar e regularizar esta questão.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  13. Fernando 26 Abril, 2015 at 0:46 #

    Boa noite. Efetuei uma venda de pinheiros no valor de 5.500€ e já percebi que necessito de declarar mediante o anexo B. Sou trabalhador por conta de outrem e não consigo inserir o anexo na minha declaração eletrónica. Sabe-me esclarecer?

  14. vasco silva 28 Abril, 2015 at 20:02 #

    Boa tarde
    pretendo vender cortiça e estava esperançado que pudesse ser feito via autofacturação e ato isolado mas ultrapassando o valor limite dos 25.000 que devo fazer? coletar-me? e nesse caso passo a emitir uma fatura eletrónica? mas fará sentido manter a atividade aberta ou fecho logo de seguida visto que é só uma operação? e a atividade aberta que tipo de serviço é ou presta?
    Obrigado antecipadamente por qualquer esclarecimento

    • Ricardo Moreira de Carvalho 8 Maio, 2015 at 12:55 #

      Olá Vasco,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Sim, penso que terá que abrir atividade. As fatura-recibo electrónicas são só para prestações de serviço, não para venda de mercadoria/bens.

      Por favor informe-se junto do seu serviço de finanças.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  15. Isabel 2 Maio, 2015 at 0:19 #

    Boa noite
    Estou a preencher o IRS e como vendi uns eucaliptos preenchi o anexo B – quadro 4B e na altura de submeter apresenta um erro pois remete para o preenchimento do anexo F, quadro 4, que se destina a rendas. Este valor de venda é considerado uma renda e deve ser preenchido no anexo F- quadro 4? Agradeço antecipadamente o seu esclarecimento.

    • Ricardo Moreira de Carvalho 8 Maio, 2015 at 15:21 #

      Olá Isabel.

      Obrigado pelo seu comentário.

      Creio que não. Sugiro que contacte o seu serviço de finanças a fim de compreender o porquê desse aviso.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  16. Ana Rita Viera 6 Maio, 2015 at 12:04 #

    bom dia.

    O ano passado o meu pai vendeu pinheiros no valor de 1350€ mais 6% de iva, prefazendo um total de 1431€. O Comprador passou-lhe uma declaração de ato isolado. Sei que ao fazer o Irs ele tem de declarar esse valor de 1431 como ato isolado. A minha questão é que ele em novembro abriu atividade por causa de azeite que ele vende.. No quadro 1 do anexo b como faço, uma vez que só o sistema só me deixa escolher ato isolado ou regime simplificado de tributação. e depois no quadro 4 em que campo coloco os 1431 da venda dos pinheiros?

    Õbrigada ,

    Ana Vieira

    • Ricardo Moreira de Carvalho 26 Maio, 2015 at 0:17 #

      Olá Ana,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Creio que terá que escolher “Regime Simplificado” e somar o valor do ato isolado aos restantes rendimentos e declarar tudo junto.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  17. MATOS 8 Maio, 2015 at 16:44 #

    Boa tarde,
    Estou com duvida no preenchimento cat.B venda de uns Pinheiros com auto-faturação,
    no quadro 4, qual o campo a preencher? 409 ou 446??
    Poderia ajudar?
    Obrigado

    • Ricardo Moreira de Carvalho 27 Maio, 2015 at 19:57 #

      Olá Matos,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Diria 409, mas por favor confirme junto do seu serviço de finanças.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  18. Pedro Silva 10 Maio, 2015 at 1:05 #

    Bom dia,

    Também gostaria de pedir ajuda dado que também vendi pinheiros com auto-faturação e respetiva liquidação de IVA de ato isolado.

    Basicamente foram 2100€+IVA, tendo pago 126€ de IVA, totalizando 2226€.

    Estou com dificuldades em perceber o que preencher no anexo B. Campo 409? Campo 444? Campo 446? Algum outro?

    E o IVA liquidado é registado onde?

    Obrigado pela sua ajuda.

    • Ricardo Moreira de Carvalho 28 Maio, 2015 at 14:59 #

      Olá Pedro,

      Obrigado pelo seu comentário.

      O IVA não declarado, não se trata de um rendimento.

      Diria 409, mas por favor confirme junto do seu serviço de finanças.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  19. Manuel 10 Maio, 2015 at 10:21 #

    Bom dia a todos,

    Creio que estarão a esquecer a parte de ser um rendimento agriculto excluído da tributação (mesmo existindo a obrigação de declaração).

    abaixo um copy paste de o que encontrei num forum tvi, resposta:

    “A venda de eucaliptos configura um rendimento agrícola (categoria B). Pelo que deverá ser declarado no Anexo B ou C, dependendo do enquadramento do sujeito passivo. Se o sujeito passivo não estiver colectado o rendimento em causa é considerado um «acto isolado», devendo ser declarado no Anexo B. No entanto, são excluídos de tributação os rendimentos resultantes de actividades agrícolas, silvícolas e pecuárias, quando o valor dos proveitos ou das receitas, isoladamente, ou em cumulação com o valor dos rendimentos ilíquidos sujeitos, ainda que isentos, desta ou doutras categorias que devam ser ou tenham sido englobados, não exceda por agregado familiar cinco vezes o valor anual do salário mínimo nacional mais elevado.”

    também estou a tentar apurar a fiscalidade sobre este tema de venda de arvores.
    aguardo os vossos comentários a esta informação

    ML

    • Ricardo Moreira de Carvalho 28 Maio, 2015 at 15:03 #

      Olá Manuel,

      Obrigado pelo seu comentário.

      No guia que indico no corpo deste artigo são referidas as isenções. Mas independentemente se as pessoas serão isentas ou não, terão que declarar (segundo o tal guia).

      Cumprimentos,
      Ricardo

  20. Fernando Caetano 30 Junho, 2015 at 16:28 #

    Olá, boa tarde, sabe dizer-me qual a taxa de IRS aplicada à venda de eucaliptos. Tinha a informação que, embora tivesse que declarar o rendimento este estava isento. No entanto na nota de liquidação do meu IRS não aparece nenhuma referência a rendimentos isentos.
    Cumps
    Fernando Caetano

  21. Cristina 17 Agosto, 2015 at 10:53 #

    Bom dia,

    O meu pai vendeu uns pinheiros a um madeireiro que passou uma autofaturação e pagou o IVA às finanças. A duvida que ficou é como deve o meu pai proceder em relação ao IRS uma vez que não faz declaração de IRS em Portugal?

    Cumprimentos,
    Cristina

    • Ricardo Moreira de Carvalho 13 Janeiro, 2016 at 11:49 #

      Olá Cristina,

      Agradeço o seu comentário e lamento a demora da resposta.

      Como o seu pai teve esse rendimento, em princípio terá que o declarar. Por favor confirme no seu serviço de finanças.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  22. Rui Silva 31 Agosto, 2015 at 11:26 #

    Bom dia Ricardo,

    A minha mãe vendeu uns eucaliptos ha dias por 3700€ + IVA, no entanto a minha mãe é reformada e não tem actividade aberta.
    O Comprador passou uma facture de 3700€ + IVA, sendo que o comprador liquida o IVA.
    Dúvida : Será necessário passar um acto único uma vez que o comprador passa uma facture de aquisição?

    Obrigado

    • Ricardo Moreira de Carvalho 18 Janeiro, 2016 at 11:49 #

      Olá Rui,

      Agradeço o seu comentário e lamento a demora da resposta.

      Não é necessário passar ato isolado porque a autofaturação é já uma fatura que a sua mãe passou como vendedora (embora não tenha sido feita por ela, o comprador vez a fatura em seu nome).

      Verifique só é a necessidade de declarar esse valor no IRS, como rendimentos de categoria B (creio que poderá ser necessário fazê-lo. Informe-se por favor no seu serviço de finanças.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  23. Francisco 10 Novembro, 2015 at 16:27 #

    Comprei uma maquina agricola usada e paguei IVA, posso revender a maquina e deduzir o IVA através de um acto isolado? Obrigado

    • Ricardo Moreira de Carvalho 15 Fevereiro, 2016 at 16:16 #

      Olá Francisco,

      Agradeço o seu comentário e lamento a demora da resposta.

      Creio que não, mas por favor confirme a questão junto do serviço de finanças.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  24. Ana Paula 23 Fevereiro, 2016 at 15:30 #

    Boa tarde,
    Em Dezembro de 2012 vendi 2 eucaliptos, que me foram pagos de imediato, mas até hoje ninguém os reclamou e com as intempéries estão em risco de cair em cima dos fios da eletricidade. Preciso resolver a situação urgente mas não tenho contacto do comprador nem faço ideia de como entrar em contacto como resolver o problema. Se eu cortar os eucaliptos o comprador pode vir reclama-los

    • Ricardo Moreira de Carvalho 19 Maio, 2016 at 10:41 #

      Olá Ana,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Não serei a melhor pessoa para ajuizar neste sentido. Mas eu resolvia a situação vendendo-os agora. Caso o antigo comprador aparecesse logo lhe explicava a situação. Não me parece razoável ficar 4 anos à espera.

      Cumprimentos,
      Ricardo

  25. Ana Vieira 1 Maio, 2016 at 17:26 #

    Boa tarde,
    O ano passado o meu pai vendeu um eucaliptos no no valor de 210€*6%=222,60€, onde o comprador lhe passou um declaração de acto isolado…. e como tal preencho o anexo b. Mas agora, de volta dos papeis encontro outro papel do mesmo Sr. mas que diz Auto Faturação e também foi uma venda de eucaliptos no valor de 750€*6%=795€. Só queria perceber se posso somar os 222,60+795,00=1017,60€ e colocar esse valor como acto isolado…. o que não entendo é porque é que um foi acto isolado e o outro Autofaturação?
    Consegue Ajudar-me?
    Cumprimentos,

    Ana Vieira

  26. Monica 3 Maio, 2016 at 23:48 #

    Sou trabalhadora por conta de outrem e vendi uns pinheiros (foi um acto isolado). Foi o próprio comprador que passa a factura em meu nome e fiz o pagamento do IVA devido.
    Agora não sei qual o CAE que devo indicar no modelo B qual o campo que deve escolher no quadro 4. Pode ajudar-me?

    • Maria Martins 18 Abril, 2017 at 21:00 #

      Mónica, estou na mesma situação e pedi também ajuda neste blog.

      Entretanto já preenchi o anexo B, onde declarei o valor da venda das árvores e foi muito simples.

      Não foi necessário o CAE, e o campo do quadro 4 é o 451. Tem muita ajuda se preenche pela

      internet : ato isolado, atividade agrícola e campo 451.

      Espero ter ajudado . Boa tarde.

  27. António Augusto Ferreira da Silva 7 Maio, 2016 at 12:38 #

    Olá Ricardo Viva. Simplesmente é um Cérebro… por favor não se estrague e que Deus o Abençoe. E peço a DEUS para que o proteja.
    Vi um pouco o seu blog.
    António Augusto, só tenho a 4ª classe antiga dos anos 50 do século passado.
    um abraço adorava ter assim um filho prodígio.

  28. Jorge 24 Maio, 2016 at 21:01 #

    Boa tarde Ricardo

    Entrei pela 1ª vez no seu blog e li todas as perguntas e respostas.
    Obrigado pelo seu serviço altruísta, melhor que o serviço presencial em muitas repartições de finanças ou o serviço de telefone bem pago às finanças.

    Sou cabeça de casal de uma herança indivisa entre 4 irmãos.
    Nossos pais deixaram alguns pinhais e resolvemos entregar os pinhais à resina a um resineiro.
    O resineiro passou a cada um de nós (700€), uma auto facturação em que na designação escreveu “Aluguer de pinhal para exploração de resina na campanha de 2015” tendo o resineiro pago o IVA.
    Onde posso inserir este valor no IRS? o valor a inserir é o valor com o IVA?

    Para além disto, em 2015, houve duas declarações de atos isolados – um na venda de
    de pinheiros caídos (345€) e outra na venda de varas resultantes de um desbaste (340€).
    Posso juntar estes dois valores e inclui-los no Anexo B, como um único ato isolado? Também aqui o madeireiro pagou o IVA.

    Como no próximo ano, a exploração de resina irá continuar, e poderá haver novo desbaste ou nova venda de pinheiros, como deverei proceder, quanto à facturação destas 2 ou 3 vendas, todas provenientes de produtos silvícolas.

    É evidente que o nosso objectivo será pagar menos IRS e não ter erros na declaração.

    Peço desculpa por tanta pergunta e agradeço as respostas possíveis.

    Obrigado

  29. Dora Marques 6 Setembro, 2016 at 18:00 #

    Boa tarde,
    Li todas as perguntas e respostas deste artigo, mas apesar de tudo não consegui esclarecer a minha dúvida…
    Na venda de eucaliptos o comprador emitiu a fatura em regime de autofaturação e foi feitio um acordo relativamente a essa situação, onde um dos pontos é que o vendedor assume a obrigação de comunicar à AT essa transação até ao dia 25 do mês seguinte, mas por mais voltas que dê no portal das finanças e no e-fatura, não sei como fazer, pois dá ideia que apenas é possível pelo envio de um ficheiro saft…
    Obrigada.

  30. Antonio Carvalho 9 Outubro, 2016 at 10:01 #

    Bom dia. Seria possivel me indicar quais sao as taxas do imposto IRS aplicadas a venda de eucaliptos de um valor de 50.000,00 €. Obrigado.

  31. Daniel 9 Abril, 2017 at 13:44 #

    Boa tarde.

    Como comerciante de madeira. A compra de madeira ao produtor é pago IVA a 6% se cortar a madeira e vender a uma empresa o IVA aplicável é 6%!
    Se vender essa madeira em lenha para um consumidor para lareiras o IVA é 6% ? A madeira nesse caso pode ser sujeita ao corte e a rachar (ou não) apenas.

    Há casos em que o vendedor lenha (rachada ou não) pode ser também produtor, qual o IVA aplicável nesse caso?

    Cumprimentos

  32. José 31 Julho, 2017 at 8:44 #

    Bom dia
    Vou fazer venda de cerca de 7000 euros de cortiça e gastei cerca de 2000 euros na tiragem. Se estes rendimentos ficarem sujeito a a IRS como poderei deduzir o custo da tiragem.
    Só tenho rendimentos de trabalho. Com ato isolado poderei ficar no regime especial de isenção?
    Agradeço desde já a vossa ajuda.
    José

  33. Inês Guerreiro 12 Agosto, 2017 at 9:43 #

    Bom dia,

    Acabei de vender cortiça no valor de 4.173,75 euros + IVA (6%). Pela transação, passei uma fatur-recibo, no âmbito de uma atividade secundária que tenho registada, CAE 02300, Extração de cortiça, resina, etc. Não pude passar um ato isolado porque tenho contabilidade organizada como profissional liberal (categoria B). Não fiz retenção na fonte, mas gostaria de saber se a tributação incide sobre a totalidade do valor recebido ou apenas sobre 15%, como no caso do ato isolado, e qual a taxa que será aplicada no meu caso (os meus rendimentos costumam enquadrar-se na taxa dos 28,5%).
    Muito obrigada pela ajuda,
    Inês

Deixe uma resposta

Escreva apenas comentários relacionados com este artigo.
Isto ajudará a manter os artigos organizados. Obrigado!